Anticoncepcional: e se eu quiser parar?

Anticoncepcional: e se eu quiser parar?

Assunto polêmico na área! Antes de tudo vamos esclarecer que nada substitui orientação médica, então procure seu ginecologista e faça os exames necessários para tirar todas as dúvidas antes de qualquer decisão.

Bem, o uso de anticoncepcional hoje em dia é quase que obrigatório para muitas meninas, seja por causa das espinhas, seja por problemas hormonais, seja para evitar uma gravidez, por isso os olhares de choque são instantâneos quando alguém diz que não toma nada, “como assim amiga, e você não tem medo?”.

Gente, medo é um tanto relativo, né? E quando tomar o anticoncepcional é o que causa medo? Já ouvimos isso de algumas meninas seguidos de um: “mas eu não tenho opção”. Mais uma vez, orientação médica é a chave da questão. Assim, encontrar um profissional que entenda suas queixas e necessidades é super importante, afinal o corpo é seu e se tomar a pílula (ou outra forma de anticoncepcional) está lhe incomodando, uma conversa esclarecedora com seu ginecologista pode ajudar, e muito.

Anticoncepcional parar ou não parar?

Anticoncepcional: parar ou não parar?

Muitas vezes parar é uma vontade, mas de fato não é uma opção, seus exames e médico que poderão afirmar isso. Porém, quando tudo está ok e existe a possibilidade de parar o anticoncepcional, surgem outras questões, a mais comum delas é “e meu namorado (marido, companheiro, ficante), vai me apoiar?”.

Para começar esse ponto vai um alerta mega importante, o uso de anticoncepcional previne somente de uma gravidez indesejada, apenas a camisinha lhe deixará 100% protegida contra Doenças Sexualmente Transmissíveis, por isso ela é de uso obrigatório em qualquer relação sexual, no sexo casual então, não vamos nem comentar, né? Só com camisinha, e nada de ceder ao capricho do parceiro e colocar sua saúde em risco.

Antes de tudo você deve conversar com a sua médica para saber qual a melhor opção para você.

Antes de tudo você deve conversar com a sua médica para saber qual a melhor opção para você.

Se você tem um parceiro só, dentro de uma relação onde há fidelidade de ambos e já dispensou a camisinha (repensar seu uso é sempre bom), parar o anticoncepcional pode ser uma grande coisa que, sim, afetará seu relacionamento. Tem muitos maridos e namorados que são bem resolvidos com a questão e lhe darão apoio total, qualquer que seja sua decisão. Esses caras (top 10 da galáxia) são verdadeiros companheiros e uma ótima ideia é convidá-lo para ir em seu ginecologista com você, assim ele também tirará todas as dúvidas que tiver e a relação de vocês só tende a se fortalecer.

Só que, infelizmente, ainda existem os homens das cavernas. É meninas, mesmo numa sociedade tão moderna como a nossa, ainda existem boys (e não são poucos) que acham que gravidez é total responsabilidade da mulher, e eles podem fazer uma cara bem feia quando você sugerir parar o anticoncepcional… Bem, a dica é ter aquele papo extremamente sincero, dizer os motivos pelo qual você quer parar, explicar as questões médicas e, se ele topar, levá-lo na sua consulta. Ele também poderá se surpreender com as opções contraceptivas além da pílula e mudar de ideia.

Lembre-se sempre de que o anticoncepcional só protege contra uma gravidez indesejada e que para isso também existem outros métodos contraceptivos.

Lembre-se sempre de que o anticoncepcional só protege contra uma gravidez indesejada e que para isso também existem outros métodos contraceptivos.

Se ele for daqueles bem cabeça dura e não ficar do seu lado nessa decisão, que pode sim ser bem difícil para muitas mulheres, talvez fosse caso de repensar o sobre o cara. Meio radical? Mas se ele não te apoia nisso, imagina em outras situações mais punks. Fora o nível de machismo que ele tem, né? De qualquer maneira, se dispensar o gato não for uma opção, conversar, conversar e conversar é a sua saída. Até porque, um homem perceber sua responsabilidade quando o assunto é gravidez e filho é muito importante e pode transformar a vida da sua companheira.

Que fique claro que, o mais importante, muito mais que agradar seu parceiro, é estar ciente dos prós e contras em parar o anticoncepcional, buscar total orientação médica e ficar tranquila e feliz com sua decisão. Nada sob pressão funciona bem, e falando no seu corpo e na sua saúde, somente você e seu médico podem tomar essa decisão.

 

(Fotos: Reprodução)