Desfiles DFB Festival 2017: André Sampaio

Desfiles DFB Festival 2017: André Sampaio

André Sampaio, estilista cearense, se inspirou para a sua coleção apresentada no Dragão Fashion Brasil de 2017 em grandes mulheres, sejam elas escritoras, atrizes, performers, cientistas, políticas. O que elas tinham em comum, além de todo o sucesso deixado através de seu legado, era o fato de terem tido históricos pessoais de relações abusivas com seus companheiros.

desfiles-dfb-festival-2017-andre-sampaio-OESTILO2

O estilista reinterpretou imagens que a fotógrafa americana Nan Goldin retratou do underground onde obteve como foco a marginalidade, sexualidade e olhar feminino, expondo a época sua própria intimidade e de seus amigos que estavam vivenciando o auge da libertação sexual, política e intelectual que ocorreu do final dos anos 60 até meados dos anos 80.

desfiles-dfb-festival-2017-andre-sampaio-OESTILO3

Sendo assim, André Sampaio representou em sua coleção essas vítimas de violência conjugal com um olhar mais libertário. As formas em seus modelos eram amplas, livres, com bastante camadas e pedaços. O estilista investiu em silhuetas desconstruídas e provocativas e optou pela utilização de tecidos fluidos e leves, trazendo um movimento dramático para a passarela.

(Fotos: Rayadna Melo)