Dicas do Víctor – Como usar de maneira correta o seu WhatsApp

Dicas do Víctor – Como usar de maneira correta o seu WhatsApp

Hoje é comum você viajar e fazer um grupo sobre a viagem para ter contato no mesmo momento com os amigos ou familiares que foram juntos e com os que ficaram e querem acompanhar o passo a passo de quem está viajando. Por isso seguem algumas regras básicas para que esse grupo não seja indesejado pelos participantes e sim o mais agradável possível.

Com a expansão do acesso à internet pelos brasileiros, sobretudo através dos smartphones, aumenta o uso de redes sociais e também da quantidade de pessoas que dedicam horas do dia a esse tipo de sites e aplicativos. O queridinho tem sido o WhatsApp, que conta com mais de 45 milhões de usuários no Brasil. Hoje, é comum pessoas contarem com diversos grupos e contatos no aplicativo, enviando e recebendo centenas e até milhares de mensagens por dia.

Tão comum quanto o aplicativo são a formação de grupos do WhatsApp. Grupo dos amigos do trabalho, amigos da academia, grupo da família, grupo dos primos, grupo da viagem. Enfim, é uma infinidade de grupos que fazem os alertas de novas mensagens não parar. São inúmeras notificações todos os dias. O dia todo. Como devemos lidar com tantos grupos? Como fazer para que esses grupos não atrapalhem seu trabalho? Sair de um grupo é indelicado? Até onde é saudável ter grupos no WhatsApp? Como adicionar alguém sem fazer com que a pessoa se sinta constrangida ao sair?

Regras de etiqueta virtual são bem-vindas para não se tornar um inconveniente nos grupos do WhatsApp.

Regras de etiqueta virtual são bem-vindas para não se tornar um inconveniente nos grupos do WhatsApp.

Há um paradoxo: enquanto ele pode aproximar pessoas que estão distantes uma da outra, também, quando usado de forma exagerada, distancia as pessoas de quem se está perto, ao alcance dos olhos.

Os usuários devem ficar atentos, pois quando o uso de redes sociais, jogos e aplicativos passam a atrapalhar o rendimento no trabalho, escola ou as relações pessoais, é preciso buscar um equilíbrio no tempo dedicado aos aparelhos eletrônicos e, se preciso buscar ajuda de um profissional.

O distanciamento de pessoas devido ao descontrole na utilização destes meios pode ser percebido em uma situação cada vez mais comum atualmente: grupos de pessoas e até casais sentados em mesas de restaurantes e que não conversam entre si porque estão concentrados no celular. Essa falta de olho no olho é prejudicial. O fato de ficar cada um no seu aparelho leva a uma individualização muito grande e, quando usado à mesa, representa ainda um risco à saúde, pois é anti-higiênico.

Por isso que eu sempre falo, quando estiver viajando principalmente, esqueça um pouco as redes sociais, aproveitem ao máximo a viagem, assim como os restaurantes e o convívio de quem está com você. Há ainda o risco à segurança no trânsito, pois muitos motoristas, infelizmente, usam o celular até quando estão dirigindo, o que é preocupante e indício de descontrole.

Fique sempre atento com as coisas, mensagens e imagens que compartilha no aplicativo.

Fique sempre atento com as coisas, mensagens e imagens que compartilha no aplicativo.

Etiqueta virtual: o que não se deve fazer nos grupos do WhatsApp

Regras de etiqueta virtual são bem-vindas para evitar que se tornem inconvenientes e até serem removidos de grupos ou bloqueados por outras pessoas.

Correntes e longas mensagens:

Não conheço nenhuma pessoa que realmente goste de receber “correntes” ou mensagens quilométricas, nem por WhatsApp nem por e-mail. Assim como não é agradável receber é mais desagradável ainda repassar. Aprenda que nada na sua vida mudará se você passar a corrente adiante e sim que você será sempre taxado de chato que envia as mesmas nos grupos ou individualmente.

Gravações de voz:

Evite enviar gravações de voz, pois nem todos que estão no grupo podem escutar por estar em um ambiente inapropriado, caso queira uma resposta mais rápida, digite, porém não cobre da outra pessoa a urgência na resposta. Como eu costumo dizer, se tem urgência, ligue. Se não, envie uma mensagem.

Figurinhas e “bom dia”:

Imagens de cachorros, anjos, bebês e todo tipo de coisas dizendo “bom dia” ou alguma palavra que faz gerar “N” respostas de todos do grupo se torna até deselegante, pois esse grupo acaba sendo poluído e barulhento, assim fazendo com que todos silenciem o mesmo.

Tome cuidado para que o WhatsApp não acabe afetando seu trabalho, seus estudos e não o distancie das pessoas que estão ao seu lado.

Tome cuidado para que o WhatsApp não acabe afetando seu trabalho, seus estudos e não o distancie das pessoas que estão ao seu lado.

Excesso de palavras soltas:

O envio de uma palavra por mensagem, aumentando o número de notificações do aplicativo também costuma irritar alguns usuários. Se você quer chamar atenção pendure uma melancia no pescoço e saia na rua.

Imagens fortes:

Não envie imagens fortes como fotos de pessoas envolvidas em acidentes ou casos de violência, assim como vazamento de vídeos íntimos, que foi o apontado como o pior tipo de compartilhamento.

“As pessoas têm que ter consciência das consequências que a divulgação sem permissão deste tipo de vídeo causa sobre a pessoa exposta, sobretudo as mulheres. Infelizmente, muitas pessoas já chegaram a atentar contra a própria vida devido a este ato criminoso.”

Minha dica é que, quando você for criar um grupo, ao adicionar as pessoas deixe claro que a qualquer momento poderá sair do grupo sem problemas, por seu motivo pessoal. Não adicionando pessoas que não se encaixam com o perfil desse grupo, deixando a pessoa à vontade e seguindo algumas regras básicas tenho certeza que será um grupo super agradável.

dicas-do-victor-como-usar-de-maneira-correta-o-seu-whatsapp-oestilo5

(Fotos: Reprodução)