Dicas do Víctor – Como viajar com seu pet

Dicas do Víctor – Como viajar com seu pet

Está se tornando uma prática muito comum viajar levando nosso animalzinho de estimação junto conosco, seja em viagens pelo Brasil ou exterior. Eu mesmo tenho um filhote que eu não o largo de maneira alguma, já passeia comigo na praia, no parque, shopping…. Então porque deixá-lo nos melhores momentos que são as férias? Pensando nisso o mercado do turismo está se adaptando e se reestruturando para receber esses animais junto com seus donos.

Em primeiro lugar você terá que adestrar seu pet caso queira seguir viagem com ele ou socializar de maneira educada e civilizada, pois eles têm que respeitar para serem respeitados. A educação já começa em casa onde limites e regras básicas de convivência são impostos, isso mesmo, regras. Não só para os animais, mas também para os donos, até porque eles são o reflexo de seus donos.

Víctor Costa e o Pug Snoopy.

Víctor Costa e o Pug Snoopy.

Existem muitas ofertas de hotéis, restaurantes e passeios que aceitam pet amigavelmente, mais muito cuidado deverá ser tomado para não estressar nosso companheiro, que não merece de forma alguma ser jogado de um lado para outro por uma vaidade pessoal.

Se você for viajar em um transporte próprio, seja este avião particular ou carro ok, sem problemas, seu animal pode ser levado de forma confortável e em segurança, caso seja em seu veículo fique atento e respeite as regras de trânsito. No Brasil colocá-los em caixas ou coleiras não é obrigatório, porém cintos e cadeiras adequadas no banco de trás protegem o animal e não comprometem a segurança do veículo. Se o pet for mal transportado você será multado.

Se a viagem for aérea o cuidado terá que ser dobrado, cada país tem uma regra e cada cia aérea também possui sua forma de proceder. Sugiro que você procure se informar sobre vacinas e detalhes com o veterinário de seu animal e esteja munido com antecedência de toda documentação necessária, como atestado veterinário, carteira de vacinação em dia e, se você prefere ser ainda mais cauteloso, poderá fazer um passaporte para seu pet, emitido pelo Ministério da Agricultura e Pecuária e também o CVI, Certificado Veterinário Internacional.

Snoopy andando de carro.

Snoopy andando de carro.

Algumas cias aéreas já aceitam seu animal de estimação inclusive na classe executiva, assim tendo mais conforto para ambos. A Delta Linhas Aéreas já permite o pet ir juntinho de seu dono de executiva para os EUA, por exemplo. Se informe sobre as regras da cia com seu agente de viagens.

Seja qual for o lugar que você está planejando passar suas férias com seu melhor amigo, é interessante ver como estão aumentando as ofertas de hotéis apropriados para receber nossos animais com conforto, diversão e segurança. Mas, por favor, tenha educação e bom senso, saiba que ele precisará de companhia e atenção, se você quer férias com seu pet, se dedique a isso, senão a melhor alternativa para não o estressar é não o tirar de seu habitat se não for para ele se divertir exatamente como fazemos com nossos filhos. Se organize, se planeje e principalmente se informe e se prepare.

Seguem algumas informações para voos nacionais:

Quem pode – Cães e gatos em todos os voos domésticos e internacionais, a partir dos quatro (4) meses de idade e com peso máximo de 10 kg, incluindo a caixa de transporte (kennel).

Dessa forma, a viagem de carro fica mais segura para o cão, além de ser confortável.

Dessa forma, a viagem de carro fica mais segura para o cão, além de ser confortável.

O que precisa – Caixa de transporte (kennel)
Podem ser usados dois tipos de caixas de transporte, que devem ser resistentes a vazamentos:

Kennel rígido
Altura: 22cm
Largura: 32cm
Profundidade: 43cm

Kennel flexível
Altura: 24cm
Largura: 32cm
Profundidade: 43cm

  • O kennel precisa ter espaço suficiente para o animal se mover, mudar de posição, dar a volta em torno de si e tombar para o lado de forma que fique confortável. Além disso, o kennel deve ter abertura para circulação de ar.
  • O pet deverá permanecer dentro da caixa de transporte na sala de embarque, durante o voo e na sala de desembarque.
  • O pet não poderá ser transportado nas fileiras que contenham saída de emergência.
  • Kennel de tecido permeável, madeira ou palha não será aceito.
  • A cia aérea se reserva no direito de recusar embarque de animais em Kennel que possa causar risco ao voo.
  • Alguns países possuem período de restrição e/ou exigências de vacinas sazonais para o transporte de animais, consulte o Consulado e Autoridades Sanitárias do país de destino antes de sua viagem.
Para as viagens de avião é preciso de uma caixa de transporte própria para animais.

Para as viagens de avião é preciso de uma caixa de transporte própria para animais.

Como levar

  • O passageiro deve se apresentar para o check-in com o pet 2 horas antes do embarque para voos nacionais e 3 horas para voos internacionais.
  • O pet deve ser mantido dentro da caixa de transporte na sala de embarque, durante todo o voo e na sala de desembarque.
  • No voo, o kennel deverá ser acomodado abaixo do assento da poltrona a sua frente o tempo todo. Isso garante a segurança de seu animal e uma viagem mais agradável.
  • Há um limite de um pet por passageiro, e no máximo quatro pets por voo. Eles precisarão ser acomodados um por fileira.

O que não pode

  • O kennel + pet não pode ter peso superior a 10 kg.
  • Embarcar o animal com um passageiro que for menor desacompanhado, cadeirante ou que tiver criança no colo, por motivos de segurança.

Como solicitar o serviço

  • A solicitação do serviço deve ser feita após a emissão de sua passagem ou com pelo menos 3 horas de antecedência para voos nacionais e 24h de antecedência para voos internacionais mediante disponibilidade.
  • Entrando em contato com a cia aérea através da central de atendimento.
  • Para bilhetes comprados no Brasil com destinos nacionais e internacionais existe um valor adicional cobrado por trecho, informe-se.
  • Para bilhetes comprados em países fora do Brasil com destinos nacionais e internacionais entre em contato com o SAC de seu país de origem.
  • Serviço sujeito à disponibilidade.
  • Antes de embarcar, leia as regras e preencha um formulário de solicitação para transporte de animais, também disponível no balcão de atendimento das cias nos aeroportos. O documento é obrigatório para voos nacionais e internacionais.

O que precisa – Documentação para voos nacionais com origem e destino no Brasil

dicas-do-victor-como-viajar-com-seu-pet-oestilo5

*Viagens para Fernando de Noronha – Necessário solicitar autorização prévia à Administração do Arquipélago de Fernando de Noronha – DECRETO DISTRITAL Nº 019/2004, expedida pela Secretaria de Meio Ambiente e Turismo de Fernando de Noronha pelo telefone (81) 3619 – 0810;

**Viagens para Carajás – Necessário solicitar autorização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio pelo Escritório do ICMBio em Parauapebas. Rua J, 202 Bairro União. Parauapebas-PA. CEP 68515-000 e enviar os documentos originais: identificação oficial com foto do titular da passagem aérea, atestado de saúde do animal, emitido por veterinário, carteira de vacinação do animal.

O que precisa – Documentação para voos internacionais

dicas-do-victor-como-viajar-com-seu-pet-oestilo6

Entre em contato com a cia aérea que pretende viajar e se informe sobre todos os detalhes para esse embarque. Espero ter esclarecido um pouco a todos que me enviaram mensagens e e-mails pedindo dicas sobre esse assunto. Tenho certeza que terão férias maravilhosas e divertidíssimas sem dores de cabeça.

* Consulte sempre o seu agente de viagens.
**Todas essas informações estão sujeitas a alterações sem prévio aviso.

rodape-pareciros-atuais

(Fotos: Reprodução / Víctor Costa)

  • Alysson Leite

    Top 👌🏼🐶