A história da moda – Anos 2000

A história da moda – Anos 2000

Olá leitores! Chegamos ao nosso último texto contando mais um pouquinho da história da moda. Na verdade, chegamos à época atual e vamos mostrar aqui como os anos anteriores, inevitavelmente, influenciam o que vestimos hoje, onde pessoas também se sentem bem mais livres em misturar peças de épocas diferentes e criarem seu próprio estilo sem seguir regras.

Vimos que em algumas décadas era muito fácil dizer o que estava na moda, porque as pessoas seguiam à risca o que era ditado pelas tendências. Hoje em dia, se pararmos numa avenida movimentada e observamos, fica difícil dizer qual a última tendência, pois as pessoas não se sentem mais presas a vestir o que está nas passarelas. Talvez uma determinada cor ou um acessório ainda pode ser mais visto do que outros, chamando assim atenção para uma tendência.

A calça flare foi inspirada na calça boca de sino, sucesso nos anos 70.

A calça flare foi inspirada na calça boca de sino, sucesso nos anos 70.

Mas como vínhamos falando, nos últimos anos os designers têm buscado referência nas décadas passadas, como por exemplo: a calça boca de sino da década de 70 é hoje a nossa calça flare, a miniblusa da década de 90 é hoje a nossa cropped. Sem falar na famosa jaqueta da Chanel que vem atravessando décadas e décadas, e sendo copiada por diversas lojas.

O cropped foi inspirado nas miniblusas dos anos 90.

O cropped foi inspirado nas miniblusas dos anos 90.

Com tanta informação e a facilidade que se tem em encontrar sugestões de looks, seja através do Pinterest, Instagram ou mesmo Google, fica muito mais divertido se vestir nos tempos de hoje. E daí a liberdade de usar o que se quer, o que cabe no bolso, o que agrada mais. Acaba tornando-se uma brincadeira combinar peças e cores a cada dia.

Jaqueta Chanel.

Jaqueta Chanel.

Outro fato importante é que até mesmo as novelas, que antes tinham um certo poder em lançar moda, já perderam espaço para a criatividade encontrada na internet. Fora que a geração atual busca mesmo é ser diferente! Não seguir padrões é o ideal. E assim caminhamos!

 

 

(Fotos: Reprodução / Imagelon / Getty Images / Cosmopolitan)