Jurassic World: Reino Ameaçado

Jurassic World: Reino Ameaçado

Steven Spielberg é um cara que dispensa comentários em tudo que faz. Porém, por mais que já saibamos o quanto sua mente é viajante e visionária, ele sempre consegue nos surpreender e inovar em suas produções. A prova disso vem à tona justamente no filme Jurassic World: Reino Ameaçado, o  último da franquia “Jurassic Park”.

jurassic-world-OESTILO6

Depois de longos anos afastada das telonas, a franquia volta com o segundo filme de sua nova direção. Tomando como forma um enredo muito voltado para aventura, ação e efeitos especiais, o filme não retrocede e continua a seguir sua linha tênue de produção, característica primordial desde o seu primeiro longa metragem, em 1993.

jurassic-world-OESTILO2

A atuação não deixa nada a desejar, pois os atores Chris Pratt e Bryce Dallas Howard vestem a camisa do começo ao fim, mergulhando de cabeça na proposta do filme. O contraponto do longa, na visão de alguns fãs, pode surtir efeito na construção do roteiro, pois a despreocupação de distinção dos fatos contribui para uma confusão na trama, causando um certo ar de história incompleta.

jurassic-world-OESTILO4

Mesmo nos altos e baixos ficam visíveis as distinções e propostas apresentadas, é notável a ansiedade da trama em fazer um elo com os filmes passados, porém este talvez tenha sido o maior erro, tornando-se alvo de muitas críticas mal avaliadas por alguns cinéfilos.

jurassic-world-OESTILO5

Ao certo fica difícil dizer a real necessidade dessa continuação, mas tratando-se de Steven Spielberg, é supercompreensível essa nova estética para o cinema moderno. Vai ver esse filme, o qual já foi o precursor de muitos outros, pode motivar ainda mais a criatividade e a visão de novos diretores e produtores, causando novamente uma contribuição mais que significativa para o cinema.

 

(Fotos: Reprodução / Internet)