Moda: Um mercado vilão

Moda: Um mercado vilão

O mercado da moda pode ser considerado um mercado vilão. Nós vamos explicar os motivos. Depois da indústria de óleo, a moda é a segunda maior indústria poluente no mundo. Você sabia disso? Pois essa é a realidade. E vamos explicar um pouco aqui como isso é possível.

Se fizer uma pesquisa na internet sobre esse assunto, diversos números vão aparecer. E para chamar sua atenção, trouxemos alguns deles aqui.

De acordo com a marca Levi’s, uma calça jeans pode consumir até 3.480 litros de água durante todo seu ciclo de uso. Aqui, leva-se em consideração toda a água usada desde a plantação do algodão até as lavagens em casa feitas pelo consumidor.

Uma calça jeans pode consumir até 3.480 litros de água durante todo seu ciclo de uso.

Uma calça jeans pode consumir até 3.480 litros de água durante todo seu ciclo de uso.

Mais números: Malhas de poliéster demoram mais de 200 anos para se decompor. Um camiseta de algodão necessita de mais de 2.700 litros de água na sua confecção. Sem contar as substâncias tóxicas utilizadas no cultivo do algodão, trazendo impactos no solo. Enfim, os números são assustadores e, o pior, crescem a cada dia.

Mas como podemos melhorar esses números?

Digamos que é um verdadeiro trabalho de formiguinha. Hoje em dia, com as fast fashions, compra-se demais e usa-se de menos. A maioria dos consumidores é seduzida pelas propagandas e sente a necessidade de adquirir peças novas a cada troca de coleções. De fato, com tanta novidade, fica difícil controlar a vontade de comprar. E mais que isso, com preços baixos, há ainda a ilusão de que somos mais ricos porque podemos consumir mais. Só que aí que mora o problema: as peças que hoje são desejo, amanhã viram lixo.

Substâncias tóxicas são utilizadas no cultivo do algodão.

Substâncias tóxicas são utilizadas no cultivo do algodão.

Como falamos, a caminhada é longa, pois estamos inseridos numa cultura onde comprar muito com preços baixos é significado de felicidade e de orgulho em dizer que adquirimos muito por pouco.

Quem nunca ficou feliz em comprar duas peças pelo valor de uma e saiu espalhando para todo mundo o que conseguiu? Realmente é prazeroso, mas com qual objetivo? Ao fazermos essas perguntas é que nos deparamos com essa cultura maluca na qual estamos inseridos. Onde o consumir é o que importa, independente do mal que esteja causando.

As peças que hoje são desejo se tornam lixo amanhã.

As peças que hoje são desejo, amanhã se tornam lixo.

Nós, do Portal OESTILO, estamos preocupados com essa questão toda e vamos trazer mais informações para vocês sobre esse tema! O nosso objetivo não é apenas de alertar, mas também de dar dicas para fazer melhores escolhas, a fim de consumir de maneira que agrida o mínimo possível o meio ambiente. Até porque não tem graça nenhuma estar bem vestida e não ter um mundo bonito para desfrutar.

Continue nos acompanhando!