Odontologia e Gravidez

Odontologia e Gravidez

A gravidez é um momento especial na vida de uma mulher e em que há mudanças expressivas no corpo e na mente da gestante, preparando-a para gerar uma nova vida. Essas alterações que ocorrem influenciam também as condições odontológicas e, portanto existem algumas considerações específicas quando o assunto é Odontologia:

1 – Cárie – A cárie está associada a presença de placa bacteriana aderida aos dentes e ao consumo inadequado de alimentos que contenham açúcar, pois estas bactérias utilizam a glicose como fonte de energia e produzem ácidos que desmineralizam o dente. No dito popular, existe uma expressão de que “para cada um filho, um dente perdido”, mas este dito não representa uma regra já que não há relação entre a formação dos ossos do bebê e a saída de cálcio dos dentes da mãe.

A grávida tem maior risco de desenvolver cáries por associação com hábitos alimentares modificados ou por negligência na higiene bucal. Assim, para diminuir o risco de apresentar cáries é essencial cuidar da alimentação, dando preferência a alimentos mais saudáveis, como frutas e legumes, e dando uma ênfase especial na higiene dos dentes e língua.

2 – Gengivite – A gengivite, que tem como principal sinal a ocorrência de sangramento gengival, está associada a uma higiene bucal inadequada. Esta reação inflamatória também tem ligação com a mesma placa bacteriana que causa a cárie.

Esta doença pode estar mais evidente na fase gestante, pois os hormônios femininos também aumentados potencializam as reações inflamatórias pré-existentes. Para ter gengivas saudáveis na gravidez, é importante manter a higiene adequada dos dentes.

3 – Periodontite – Gestantes com uma doença odontológica mais séria, a periodontite, podem ter mais chances de ter parto prematuro ou criança de baixo peso ao nascimento, pois a inflamação existente na boca passa para a corrente sanguínea e atravessa a barreira da placenta. A periodontite representa uma evolução da gengivite e pode levar a perda de dentes por reabsorção do osso de sustentação, levando a mobilidade dentária. Para que esta doença periodontal não afete sua gestação, é recomendável antes de engravidar, ou no início da gravidez, fazer um exame periodontal por um dentista apto a diagnosticar e a tratar esta condição, minimizando os riscos de parto prematuro.

Atendimento odontológico na gravidez – A grávida é considerada uma paciente especial, sendo necessários alguns cuidados durante seu tratamento odontológico, mas não há contraindicação em realizar vários procedimentos de prevenção de doenças bucais ou tratamento de uma doença odontológica. Um bom dentista estará apto a executar os atendimentos de forma segura e confortável. Em alguns casos, um procedimento mais invasivo, como cirurgias de grande porte, pode ser adiado para um momento após o parto.

Uma importante recomendação que fazemos é: Em caso de sinais e sintomas como edema (inchaço) gengival, dor no dente ou gengiva e sangramento gengival, procure imediatamente um dentista e o informe da sua condição de gestante.  Quanto mais rápido você procurar tratamento, melhor para você e seu bebê!

Equipe Souriez Odontologia
(85) 3458 1660 / (85) 98127 7696

souriez-parceria-o-estilo-05

 

(Fotos: Equipe Souriez Odontologia)