Resina ou Porcelana?

Resina ou Porcelana?

A restauração ou a modificação da forma de um ou vários dentes pode ser feita com diversos materiais, sendo as resinas e as porcelanas os mais utilizados.

Uma dúvida frequente que as pessoas que pretendem fazer um tratamento estético dentário é: Qual o melhor, resina ou porcelana?

A equipe da Souriez Odontologia vai discutir alguns aspectos relacionados aos dois materiais para que você possa entender mais sobre este assunto:

Resinas

resina-ou-porcelana-OESTILO2

São materiais restauradores diretos, ou seja, todas as etapas deste procedimento podem ser realizadas pelo dentista no consultório. A aplicação desta técnica abrange desde a reconstrução de dentes cariados até a substituição das antigas restaurações de amálgama, ou ainda a modificação da coloração e da forma dos dentes, visando função e estética.

Dentre as inúmeras vantagens desta modalidade de tratamento podemos destacar a praticidade e o custo. Por ser um procedimento que pode ser executado sem etapas laboratoriais, o número de consultas necessárias para conclusão do tratamento é menor, o que permite que o tratamento seja mais rápido. Da mesma forma, por não exigir demandas laboratoriais, o custo para o paciente acaba por ser menor também.

Entretanto, são materiais mais sensíveis às técnicas de aplicação, acabamento, polimento e apresentam uma maior possibilidade de alteração de cor e desgaste com o tempo, necessitando serem substituídas, em média, após 5 anos.

Porcelanas

resina-ou-porcelana-OESTILO3

A utilização das próteses feitas em porcelana tem uma gama de indicações bem ampla. São recomendadas para a recuperação de dentes com grandes cavidades em recobrimentos parciais (inlays e onlays), recobrimentos totais (coroas totais), próteses sobre implantes ou até as famosas lentes de contato dentais.

São materiais considerados indiretos, pois além dos procedimentos realizados em consultório pelo dentista, existe a necessidade de etapas em nível laboratorial para a confecção das próteses que serão instaladas pelo dentista.

As etapas do tratamento para obtenção de uma prótese em porcelana tem início com diagnóstico e o planejamento, onde cada detalhe é avaliado e é traçado um plano de tratamento. Em seguida, cabe ao dentista realizar os preparos (desgastes seletivos) minimamente invasivos da estrutura dentária e a moldagem e/ou escaneamento digital dos dentes envolvidos.

Ao laboratório cabe a função de executar o planejamento realizado pelo dentista, confeccionando as próteses de maneira individualizada para cada caso. Para finalizar, as próteses voltam ao consultório onde serão instaladas, pelo dentista, no paciente.

resina-ou-porcelana-OESTILO1

Por apresentarem mais etapas, tanto clínicas quanto laboratoriais, o tratamento pode ser mais longo. Por outro lado, as porcelanas possuem melhores propriedades físicas, químicas e estruturais que as conferem mais durabilidade, pois apresentam maior resistência ao desgaste natural da mastigação e às alterações de cor e, por serem mais lisas que as resinas, acumulam menos placa bacteriana.

Resumindo, podemos afirmar que os dois materiais têm indicações e vantagens e que as expectativas e possibilidades de cada caso devem ser discutidas com o dentista para que a melhor opção de tratamento seja escolhida de acordo com o perfil clínico de cada paciente.

Equipe Souriez Odontologia
(85) 3458 1660 / (85) 98127 7696

souriez-parceria-o-estilo-05

(Fotos: Souriez Odontologia)