Ronaldo Fraga e Lino Villaventura na São Paulo Fashion Week 44

Ronaldo Fraga e Lino Villaventura na São Paulo Fashion Week 44

A São Paulo Fashion Week chegou à sua 44º edição e as marcas que desfilaram deram um show de encantamento e inclusão dentro da moda. Além disso, esta edição do SPFW foi dentro do formato “see now, buy now”, ou seja, todas as peças de todos os desfiles das marcas estavam automaticamente disponíveis para compra assim que terminasse os desfiles.

A mais importante semana de moda brasileira já acabou, mas o Portal OESTILO não poderia deixar de falar sobre os desfiles de dois dos maiores estilistas brasileiros que apresentaram suas coleções no evento.

Ronaldo Fraga – Quem foi que disse que moda tem idade?!

sao-paulo-fashion-week-44-OESTILO-1

Ronaldo Fraga emocionou o público com sua sensibilidade de estilista estampada dentro da essência da sua coleção. O estilista mineiro apostou na diversidade ao levar pessoas comuns de diversas raças, idades e tipos físicos para o seu desfile. A espontaneidade, outra característica genuinamente brasileira (característica eternizada na música “Garota de Ipanema” composta por  Vinícius de Moraes e Antônio Carlos Jobim), foi vista com a decisão de simular uma praia no Parque do Ibirapuera. A fila A, sempre tão cobiçada, foi formada por cadeiras de pano. Foi uma apresentação leve e, claro, cheia de delicadezas. A principal ideia de Ronaldo Fraga foi exaltar a praia mais ainda como um espaço diverso e de exibição de corpos no Brasil. No fim, o estilista ainda apareceu com uma camiseta que protestava contra a tentativa do governo de Michel Temer de acabar com uma reserva mineral na Amazônia.

Lino Villaventura – Texturas e sensações táteis

sao-paulo-fashion-week-44-OESTILO-2

Lino Villaventura trouxe em suas criações muitas texturas. Suas roupas são peças únicas, feitas com diferentes técnicas que provocam efeitos visuais e táteis e volumes. A vibe do desfile teve uma pegada futurista e sensorial ao mesmo tempo.

Seu trabalho não é feito pensando nas tendências estabelecidas dentro do mundo da moda e mostram a atemporalidade da moda, a cada desfile é como um novo capítulo da sua história. Nervuras, bordados richelieu, devore e materiais translúcidos estão entre as técnicas e elementos utilizadas pelo estilista e que só deixam suas peças ainda mais ricas. Entre seus melhores trunfos está transformar tecidos, tinturar, criar texturas e nervuras.

Os looks escuros marcaram os momentos de mais impacto durante o desfile, assim como as peças claras trouxeram mais leveza. O vestido azul com bordados trouxe para a passarela uma atmosfera mais romântica e fluída, o mesmo aconteceu com as peças de tons quentes.

 

Fonte e Fotos: FFW