Semana de Alta-Costura Verão 2017 – Dias III e IV

Semana de Alta-Costura Verão 2017 – Dias III e IV

Finalizando a análise dos principais desfiles da Semana de Alta-Costura Verão 2017 que aconteceu em Paris, o Portal OESTILO traz as principais marcas que apresentaram suas peças nos dois últimos dias de desfile.

MAISON MARGIELA

 Desfile Maison Margiela.

Desfile Maison Margiela.

John Galliano não assina oficialmente as coleções da Maison Margiela, mas todo mundo sabe que é ele quem faz. O desfile de Primavera-Verão 2017 que foi apresentado na Semana de Alta-Costura de Paris deixou o povo todo louco, e não foi para menos, já que foi uma aula de alta costura. Com técnica e talento invejáveis para criar imagens que inspiram no meio da moda, há uma desconstrução diferente, com poesia nas linhas de costura sobre as peças, com os recortes vazados, com os cortes arredondados etc. Foi usado um pouco de preto e de branco, mas a cor predominante foi o vermelho, que estava bastante intenso, na sua saturação mais apaixonante. Um elemento que apareceu em diversos looks foi um rosto, numa capa transparente vomitando um arco-íris, pintado e num semblante feito de tule preto em cima de alfaiataria branca (de cair o queixo).

ELIE SAAB

Desfile Elie Saab.

Desfile Elie Saab.

O libanês Elie Saab é um dos designers preferidos das celebridades no tapete vermelho. Na edição de Primavera-Verão 2017 apresentada na Semana de Alta-Costura de Paris ele homenageou as mulheres árabes, apostando em composições muito glamourosas, com toques egípcios e com bastante brilho. Vimos muito Hollywood na passarela, usando como cores principais o azul claro, azul escuro e nude. Ele utilizou muita transparência e tule, com modelagens princesa e inspiração em rainhas.

 JEAN PAUL GAULTIER

Desfile Jean Paul Gaultier.

Desfile Jean Paul Gaultier.

O desfile de Jean Paul Gaultier entrou no clima campestre na Primavera-Verão 2017 da Semana de Alta-Costura de Paris. A tendência oitentista, percebida na silhueta (ombros marcados) somada às flores foram os maiores destaques (atenção que as flores vão desde o estilo havaiano até um vestido inteiro de girassóis). A alfaiataria perfeita e detalhada não passa despercebida quando se fala em Gaultier, observando também que foram usadas amarrações no lugar dos botões. Também vimos os corseletes, amarrados de maneira soltinha. Fechando a apresentação de forma inusitada, temos Coco Rocha carregada em um carrinho de mão no meio da passarela!

VALENTINO    

Desfile Valentino.

Desfile Valentino.

Esta foi a primeira vez que Pierpaolo Piccioli fez uma coleção de Alta-Costura sozinho na Valentino. Sim, sua moda sem Maria Grazia Chiuri é diferente. Ele inicia nos sonhos, vai para os mitos da Grécia Antiga e substitui as ninfas e fadas por deusas greco-romanas, altivas e imperiais. Assim percebemos linhas mais simples em homenagem à beleza clássica, muito uso da cor branca, mas com algumas pinceladas de verde (cor prometida pela Pantone como cor do ano), o vermelho (tradicional da grife e que não poderia ficar de fora), plissados e babados, transparência e bordado. A coleção parece ser feita para todas e para todos os tipos de corpos e idades, bem democrática. Nos pés, a sandália gladiadora, aposta de revival da marca.

 

(Fotos: Reprodução / FFW)