Seria a Netflix a nova era do cinema?

Seria a Netflix a nova era do cinema?

Com a passagem do Natal e a chegada do Ano Novo, muitas pessoas optam por ficar no conforto de suas casas celebrando com a família e compartilhando seus gostos cinematográficos. Pegando carona nesse espírito, algumas produtoras vislumbraram uma nova oportunidade de mercado, pois começaram a ofertar serviços de “streaming” através da internet.

Dentre as diversas opções existentes, a Netflix tem sido uma das mais acessadas no ano de 2017, chegando a ficar vários meses no topo da lista no Brasil. Afinal, qual o seu grande diferencial?

seria-netflix-nova-era-do-cinema-OESTILO5

Além de um preço supercompetitivo, ela tem deixado as grandes TVs por assinatura de cabelo em pé. Não somente por ter um conteúdo extremamente vasto no quesito de filmes, documentários e séries, mas também pela diversidade e qualidade dos seus serviços. Suas produções ultrapassam em número, grandes produtoras, chegando a fazer frente com “Warner”, “Fox”, “Space”, “AMC”, etc.

seria-netflix-nova-era-do-cinema-OESTILO2

Já tendo atingido a marca de 1 bilhão de entregas de DVD’s, a Netflix começou sua jornada em 1997. Depois de muitas adaptações, o seu streaming virtual começou em 2007, onde ela conquistou mais de cinco milhões de assinantes. Seis anos depois (2013) produziu sua primeira série, “House Of Cards”, e de lá para cá já passou da marca de 100 milhões de assinaturas em mais de 190 países.

seria-netflix-nova-era-do-cinema-OESTILO4

Muita informação? Isso é somente o começo! O que estar por vir nos próximos capítulos são milhares de conteúdos audiovisuais, e uma expansão assustadora da produtora. Não se sabe ao certo quem começou essa revolução, porém, fica bem difícil afirmar que ela não veio para ficar!

seria-netflix-nova-era-do-cinema-OESTILO2

Ao longo de 2018 nós iremos, além dos lançamentos do cinema, falar também sobre as produções da Netflix. Fiquem ligados no Portal OESTILO para não perder nada.

Feliz Ano Novo e que venham muitos filmes novos em 2018.